Nota de repúdio da ANPUH-RN ao tratamento dado aos professores da UERN

A Associação Nacional de História-Seção Rio Grande do Norte (ANPUH-RN) manifesta, de forma veemente, o repúdio à violência cometida pelo Estado contra os servidores públicos do do estado do Rio Grande do Norte. Com seus salários atrasados e sem nenhuma negociação concreta para estabelecer um calendário de pagamento, professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e técnicos da área de Saúde ocuparam na última quarta-feira (22/11) a Secretaria de Planejamento do Estado. Na sexta (24/11), os servidores que ocupavam a SEPLAN foram retirados pela PM que, utilizando bombas, sprays e ameaças de violência física individual, cumpriu sem nenhum tipo de negociação pacífica a ordem de reintegração de posse. É inaceitável a falta de vontade política do governador Robinson Faria e de seus assessores em estabelecer um diálogo concreto que dê aos servidores públicos estaduais condições de trabalhar com a expectativa de ter seu direito mínimo garantido: os salários em dia.

Especialmente aos professores, deixamos nossa mensagem de solidariedade e apoio nesse momento de luta e de defesa de seus direitos. Ao governador, pedimos que reflita, se é com bombas e gás lacrimogêneo, próprios de governos mesquinhos e autoritários que quer ser conhecido, ou se é como alguém aberto ao diálogo, à negociação e que valoriza a educação, aspectos tão ausentes nos políticos de hoje e que, por isso mesmo, são de grande valor e apreço.

A defesa da educação e da saúde públicas é responsabilidade de todas e todos, pois nela estão assentadas a história e os sonhos das gerações. É inaceitável qualquer forma de violência impetrada às lutas em defesa de direitos da classe trabalhadora.

Diretoria
​da ANPUH-RN
Biênio 2016-2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Nome *
Email *
Site